5 coisas que aprendi quando criei uma startup no mercado de arquitetura

parklet

Comecei minha carreira na arquitetura trabalhando em uma empresa convencional, e lá adquiri algumas experiências, embora não fosse exatamente o que eu queria pra mim. Sempre gostei de desafios, e na arquitetura queria fazer o que amava. Foi então que surgiu a ideia de empreender e criar uma startup no mercado de arquitetura. Foi inclusive uma questão de necessidade em um cenário competitivo e sem muitas oportunidades diferentes.

Aprendi que cada arquiteto tem o seu nicho específico e seus objetivos dentro da área, e para alcança-lo, as startups são os canais perfeitos. Essa visão já está sendo adquirida por muitos arquitetos, onde, muitos deles, atualmente, têm o seu próprio escritório de arquitetura no modelo de startup, com a intenção de empreender.

Resolvi então colocar minhas forças em uma startup de arquitetura, e como sempre gostei de desafios a ideia era fazer arquitetura voltada para estabelecimentos comerciai, e então surgiu o NeoParklet, uma empresa especializada em Parklet e Mobiliário Urbano. Na época, eu e meu namorado, atual marido, vimos o Parklet como uma oportunidade de entrar no mercado de bares e restaurantes, campo gigante em São Paulo, além de poder ajudar a tornar as cidades mais humanas com meu trabalho. Entre 2015 e 2016 a Startup foi colocada em ação com ainda poucos recursos, porém os certos para gerar bons resultados.

A empresa já teve um enorme crescimento em poucos anos de atuação. Hoje, educando nosso cliente por meio de conteúdos podemos dizer que muitos estabelecimentos conhecem os dados obtidos em pesquisas realizadas fora do País (lugares que a cultura do Parklet é bastante notável), onde foi comprovado que os Parklets agregam muitos benefícios.

 

COMO ALCANÇAMOS MELHORES RESULTADOS?

O NeoParklet cresceu rapidamente. Em 05 meses o primeiro Parklet foi vendido, e muitos leads são gerados por mês. Uma das principais estratégias do NeoParklet foi desde o inicio estar em peso na internet, redes sociais, site, blog, e etc. É importante ressaltar que todos os cuidados precisam ser tomados quando sua empresa está presente na internet e ao mesmo tempo um bom trabalho precisa ser realizado para que não sejam apenas lugares com imagens e textos bonitos, mas que gerem de fato resultados! A estratégia de ter um Blog foi uma das mais bem sucedidas e fez do NeoParklet uma empresa mais conhecida e com mais relevância no Google, o que faz com que as pessoas acessem mais nossos conteúdos. Outro ponto importante do Blog é que você pode levar outros conteúdos aos usuários, que inconscientemente o façam chegar até o seu produto.

 

NOSSA EXPERIÊNCIA

Algumas dicas importantes no quesito empresas e modelos de startups de arquitetura que estão no início são:

 

1. CONHEÇA BEM O SEU CLIENTE (nicho)

Conhecer o seu público é extremamente importante. Muitas pessoas abrem empresas, mas não sabem exatamente o que o publico dela quer (desejo de compra), ou seja, acabam por tentar vender aquilo que definem como interessante e não o que as pessoas querem comprar. Estude e pesquise com profundidade o seu público!

 

2. SAIBA APRESENTAR DE MANEIRA CLARA A SUA EMPRESA E O QUE ELA FAZ

São erros comuns as pessoas que estão no início quererem oferecer muitos serviços, para muitos nichos diferentes, tentando agradar o máximo de pessoas possíveis, mas essa não é a maneira correta de trabalhar! Empresas pequenas precisam ter o foco em uma parte da sua área, ou seja, precisam oferecer um produto-serviço, e apresenta-lo de maneira clara ao cliente. O que sua empresa faz¿ Essa pergunta precisa ser respondida de maneira objetiva e expor o seu produto e o nicho especifico, conforme o seu negócio for crescendo, se tornará mais fácil ampliar os nichos. O principal ponto desse tópico é- as pessoas buscam resolver um problema, e por meio do seu site, das suas redes sociais, da sua identidade visual, elas encontrarão facilmente a resposta para resolvê-lo. O problema resolvido é crescimento a startup.

 

3. TENHA UM BLOG 

Ter um blog é essencial para arquitetos, afinal, é uma forma de apresentar o trabalho em um formato diferente de um site. Por meio de um blog bem estruturado tanto visualmente como a parte de Marketing Digital estratégico, muitos clientes novos podem chegar até a sua empresa. Muitas vezes as pessoas estão apenas buscando formas de melhorar algo, e buscando resolver algum problema no Google ela encontra o blog que dá a ela essa resposta e inconscientemente levará até o seu serviço.

 

4. TERCEIRIZE OS SERVIÇOS DE MARKETING

É comum a necessidade de economizar, uma vez que empreender representa instabilidade financeira. Mas ter uma pessoa que ajude a executar as atividades de Marketing é essencial para um crescimento mais rápido. Lembre-se, mesmo você sabendo fazer algumas atividades e que estejam relativamente dando certo, uma pessoa apenas não consegue fazer tudo com excelência.

 

5. CONHEÇA AS TÉCNICAS BÁSICAS DE VENDAS PARA APLICÁ-LAS

Conheça as técnicas básicas de vendas para aplicá-las. Até que o negócio já esteja caminhando de forma saudável, é preciso que o próprio arquiteto realize o processo de vendas. As dicas citadas sendo bem executadas, vão gerar Leads (possíveis clientes), ou seja, pessoas que já tem certo interesse no seu produto-serviço, e para que ela realmente se torne cliente é preciso que as vendas sejam executadas da maneira certa, técnicas de arquitetura e técnicas de vendas juntas com certeza auxiliarão no avanço da Startup.

Este post foi escrito por Natalia Ferian, fundadora do Neoparklet.

Sobre o Autor

Gostou deste conteúdo? Compartilhe!

Facebook
WhatsApp
Google+
Twitter
LinkedIn

Comentários