Imagem 3D

A importância de utilizar imagens e diagramas para destacar materiais e objetos em um projeto

Utilizar imagens e diagramas para destacar materiais e objetos em um projeto de arquitetura, é fundamental para propor intervenções e melhorar a interpretação de seus clientes em relação a seus projetos.

 

A ideia de criar novos formatos de apresentação e ir além das tradicionais plantas técnicas, é uma maneira de atrair o cliente e melhorar a visibilidade do projeto em questão.

Sabe-se que o desenho técnico é uma espécie de língua universal, capaz de ser facilmente compreendida por profissionais de diversas áreas, como os arquitetos, designers, marceneiros e eletricistas.

No entanto, para criar um projeto bem-sucedido é essencial fornecer o maior número de detalhamento possível, tornando compreensível o entendimento de todas as partes interessadas, sobretudo, o cliente!

Antes mesmo de entregar uma ideia ao cliente, é preciso considerar suas necessidades, seus sonhos e ambições. Levando em conta, a qualidade aplicada no desenvolvimento do projeto, assim como, a importância na escolha dos materiais, revestimentos e mobiliário para compor de maneira harmônica toda a obra.

Infelizmente, muitos profissionais não dão a devida atenção a essa etapa do processo, que pode ser crucial para conquistar os clientes e garantir boas parcerias. Sem contar, que ao entregar croquis com pouca ou nenhuma informação, muitas falhas podem ocorrer durante a execução do projeto.

Portanto, para evitar esse tipo de aborrecimento, é preciso compreender a importância de utilizar imagens e diagramas para destacar materiais e objetos em um projeto de arquitetura.

Instagram @lev.design

Imagens Conceituais

Talvez a parte mais interessante do projeto, tanto do ponto de vista do cliente, quanto do profissional, seja a representação visual da ideia, proposta desde o início.

Ou seja, é através do uso de imagens conceituais que o profissional consegue entregar ao cliente, todas as possibilidades criativas que giram em torno do seu projeto.

Fato é: os clientes adoram saber como os ambientes ficarão, antes mesmo da obra ficar pronta!

Sabendo disso, é fundamental ter em mente que o cliente tem direito de conhecer os materiais e as cores que serão utilizadas em seu projeto.

E para fazer com que tudo funcione corretamente, vale a pena aprender a utilizar programas específicos que ensinam o passo a passo para melhorar as imagens, e valorizar suas apresentações.

Existem materiais que revelam como utilizar diferentes softwares para aprimorar os recursos disponíveis para a criação de imagens. Dessa forma, o profissional é capaz de desenvolver diferentes formatos de imagens, facilitando ainda mais o entendimento do cliente sobre o respectivo projeto.

Além disso, segue algumas dicas de como apresentar imagens conceituais em um projeto de arquitetura:

  • Construa um Moodboard com imagens que possam resumir o conceito do projeto;
  • Destaque as cores e/ou materiais nos desenhos;
  • Especifique por escrito quais materiais serão representados na imagem;
  • Utilize texturas nos blocos, como madeira, tecido, porcelanato etc.;
  • Invista na marcenaria e no mobiliário. Muitos programas oferecem blocos prontos;
  • Capriche no projeto luminotécnico. Adicione elementos como luminárias e pendentes;
  • Atenção a escolha dos revestimentos e outros materiais. Verifique se o material escolhido, ainda está disponível no mercado.

Todos os pontos são relevantes para entregar imagens conceituais em suas apresentações, e garantir a plena satisfação do seu cliente.

Outro aspecto importante, é que ao entregar uma apresentação atraente e completa, você consegue demonstrar toda sua versatilidade profissional, produzindo mais conteúdo para suas mídias e aumentando sua autoridade perante a sua audiência.

Diagramas

Quanto ao uso de diagramas para especificar materiais e mobiliários usados no projeto, é importante considerar essa etapa como parte essencial do trabalho, evitando priorizar apenas o resultado final, ou a entrega de lindas imagens.

Sabendo que o diagrama é a representação visual de uma ideia ou conceito, que ocorre por meio de figuras geométricas, esquemas e gráficos. Vale salientar que ele é capaz de facilitar o entendimento de leigos, visto que é bastante didático.

Uma grande vantagem em utilizar imagens conceituais e diagramas para destacar materiais e objetos em projetos de arquitetura, é que ambos entregam dinamismo ao cliente e agregam valor a apresentação do profissional.

Isso porque, os diagramas possuem um formato simples e direto, que conversa com o cliente final, abordando todas as etapas da construção, incluindo cada contexto por trás das escolhas dos materiais e móveis.

Em outras palavras, os diagramas são capazes de detalhar todo o sistema construtivo, bem como, consegue esclarecer a finalidade de tudo o que foi devidamente apresentado ao cliente.

Como construir um diagrama claro e conciso?

Sobretudo, para especificar os materiais e mobiliários que serão utilizados, é preciso saber que os diagramas funcionam como uma espécie de raio-x do projeto.

Portanto, é preciso contar uma história por trás da sua criação, de maneira objetiva e honesta. Isso pode ser feito através do uso de textos, cores e cortes.

Apesar da baixa complexidade, é fundamental dominar programas que facilitem o desenvolvimento dessas imagens, que por sua vez, exploram diversas características do projeto. 

Podemos dividir os diagramas em dois grandes grupos:

Diagramas descritivos

Cuja proposta é descrever um edifício quanto ao seu funcionamento e estrutura espacial. Nesse hiato, é comum trabalhar com:

  • Diagramas de implantação
  • Diagramas de acessos
  • Diagramas de circulação
  • Diagramas de setorização
  • Diagramas de morfologia
  • Diagramas de detalhes particulares

Diagramas analíticos

  • Nesse caso, trabalha-se com as interpretações de toda a configuração espacial do projeto.

Além disso, é possível encontrar outras denominações para o uso de diagramas, sendo todas elas, relevantes para a apresentação e elaboração de um projeto conceitual e inovador.

Outra questão que não deve ficar de fora desse processo, é a exploração das percepções envolvidas no desenvolvimento do trabalho. E isso também pode ser feito por meio de:

  • Estudo de sol e vento
  • Materiais utilizados
  • Esquemas 

Por isso, é válido criar ressalvas para a importância de aprender a utilizar imagens e diagramas para destacar materiais e objetos em um projeto.

Instagram @lev.design

Como o uso de imagens conceituais e diagramas pode melhorar a organização do seu projeto?

Ao oferecer esse conceito para seus clientes, além de melhorar a qualidade do seu trabalho, você consegue criar uma expressão gráfica mais organizada. Sem contar, que o uso de imagens conceituais fortalece a comunicação das ideias e revela todo seu processo criativo, valorizando ainda mais o seu trabalho.

Outro aspecto relevante, é que a partir desse contexto é possível transmitir uma mensagem objetiva para o receptor, que conseguirá enxergar todas as etapas do processo, bem como, poderá ser orientado a fazer a melhor escolha dos materiais e do mobiliário a ser utilizado em sua obra.

Todo bom profissional precisa estar atento a cada instância do projeto, por isso, utilizar ferramentas que melhoram sua análise e organização, tal como, valorizam sua performance e entrega de resultados, faz toda a diferença no fechamento de novos objetivos.

Contudo, além do cliente, os fornecedores e outros profissionais envolvidos na obra, também conseguirão compreender com clareza todos os estágios necessários para concretizar com perfeição, o plano elaborado por você.

Portanto, tanto as imagens conceituais, quanto os diagramas, são excelentes ferramentas para construir uma representação fiel, tanto da estrutura, quanto da materialidade – ajudando na identificação dos materiais e objetos – aplicada no projeto.

Antes de criar sua próxima apresentação, lembre-se que nem todas as pessoas leigas entenderão com facilidade o que você está apresentando. Em função disso, é importante dedicar um tempo para especificar as funcionalidades dos ambientes, os revestimentos que serão utilizados, a marcenaria, o mobiliário, e todos os outros elementos da decoração.

É preciso ir além do uso de plantas técnicas, pois dessa forma, seu trabalho passa a se destacar em meio aos de outros profissionais, e suas chances de crescimento serão ainda maiores!

Uma última dica importante para criar imagens conceituais incríveis, é investir em descrições de eletrodomésticos, plantas e outros elementos decorativos. Assim, o seu projeto fica ainda mais encantador!

Gostou desse artigo, mas ainda não sabe como utilizar imagens conceituais e diagramas para destacar materiais e objetos em um projeto? Baixe gratuitamente um ebook com 12 Dicas de Apresentações de Imagens 3D.

Veja também os 10 Melhores Plugins Para Sketchup que irão otimizar o seu trabalho

Aproveite e compartilhe esse conteúdo com seus amigos e colegas de profissão! 

Sobre este autor

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Já ajudamos mais de 700 escritórios a crescer e queremos compartilhar ideias e práticas bem-sucedidas.

Cadastre-se e receba conteúdo e novidades para o seu desenvolvimento profissional e pessoal.


Não tenho interesse, obrigado