arquitetura sustentável

Conheça os princípios da arquitetura sustentável e adote-os em seus projetos

Com o uso irresponsável dos recursos naturais nas últimas décadas, a sustentabilidade se tornou uma preocupação urgente para a geração atual. Isso engloba todo um modo de vida: o que compramos, o que comemos, como nos locomovemos, como construímos e muito mais.

Tudo isso deve ser levado em conta e foi assim que surgiu o conceito da arquitetura sustentável. A ideia permeia todo o processo, desde a concepção do projeto até o pós-entrega. Quer entender melhor? Continue a leitura!

Elaborar um bom planejamento

Antes de mais nada, para desenhar um projeto dentro da arquitetura sustentável é primordial a elaboração de um bom planejamento de obra. Só assim será possível calcular com precisão a quantidade de materiais necessários, assim como os dias de trabalho ser serão gastos e qual deverá ser a mão de obra para esse projeto.

O desperdício é um dos maiores inimigos da sustentabilidade e, mesmo estabelecendo uma margem de segurança, é importante que seja possível fazer essa estimação para que não haja compra desnecessária de insumos. Além de sustentável, essa medida ajuda a diminuir os custos do projeto e a entregá-lo no prazo esperado.

Reutilizar os materiais de construção

Como mencionamos, o desperdício é um grande inimigo da sustentabilidade dentro da arquitetura. Já que é assim, por que não procurar usar esse fator para ajudar? Tente reutilizar insumos de projetos antigos na hora de realizar um novo. É uma forma de dar nova vida a materiais que, provavelmente, acabariam no lixo.

Estabelecer estratégias de valorização social

A sustentabilidade vai muito além da preservação do meio ambiente. Entre seus princípios também está a valorização e a justiça social. Por isso, uma arquitetura sustentável deve prezar por uma cadeia de produção justa e ética. É importante, por exemplo, que os trabalhadores recebam salários dignos e que a legislação trabalhista seja seguida à risca.

Outro ponto importante é a inclusão da comunidade local. Dê preferência para a contratação de trabalhadores locais e priorize a atenuação dos impactos negativos da obra, como o aumento do trânsito ou o bloqueio de correntes de vento.

Economizar o uso de recursos naturais

Não é só durante a obra que a arquitetura sustentável se faz valer. O projeto deve ser pensado para que, depois de entregue, o espaço continue contribuindo para a sustentabilidade. Seja em uma residência, um comércio ou um escritório, uma boa forma de fazer isso é possibilitando o uso de iluminação natural pelos futuros ocupantes, com muitas janelas e ambientes em conceito aberto.

Do mesmo modo, a circulação de vento não pode ser esquecida, principalmente nas cidades de muito frio ou calor. A ideia é que os moradores possam ficar confortáveis sem o uso de ar condicionado ou de aquecedor. Estratégias como o uso de materiais térmicos podem ajudar nessa missão.

A arquitetura sustentável é um conceito que segue mudando e que é fundamental para as próximas gerações. A sustentabilidade é um valor que tem sido cada vez mais cobrado pela sociedade, inclusive pelos clientes de arquitetura.

Que tal aproveitar para se inspirar em algumas ideias sustentáveis? Confira a nossa seleção de três projetos sustentáveis!

Sobre este autor

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *