Discurso de vendas: 4 técnicas que podem ajudar um profissional de arquitetura

Muito mais do que talento, profissionalismo e criatividade, o sucesso de um escritório de Arquitetura depende de algo fundamental a empresas de qualquer área, que é vender o seu produto — nesse caso, o projeto arquitetônico.

Na faculdade de Arquitetura, aprendemos muitas habilidades que permitem que nos tornemos bons profissionais, mas construir um bom discurso de vendas é uma aptidão que conquistamos, muitas vezes, com a prática e o know-how da profissão.

É ao fechar a venda do projeto (ou de outros serviços) que o profissional tem a chance de mostrar todo o seu potencial e botar em prática a experiência adquirida ao longo dos anos de profissão.

Como você vende o seu trabalho? É sobre isso que vamos falar neste post. Continue a leitura e saiba como desenvolver as suas técnicas de vendas!

1. Entender o cliente

A venda que conhecemos como tradicional é aquela em que uma empresa ou negócio oferece uma série de produtos e o cliente compra um deles, caso lhe interesse. Mas também existe outro caminho, mais personalizado, que atende às necessidades dos clientes, caso a caso.

Essa estratégia se chama “venda consultiva”. Nela, o profissional realiza um diagnóstico do cliente levando em conta todo o contexto da situação. Nesse caso, o vendedor atua como um consultor, que escuta o cliente, entende as suas necessidades e, junto a ele, desenvolve uma solução única para aqueles problemas.

A venda consultiva tem muito a ver com o trabalho de Arquitetura. Afinal, você não tem apenas um layout de cozinha à disposição para todos os clientes, não é mesmo? O processo de escuta e empatia é fundamental para que o arquiteto possa realizar um bom trabalho e oferecer um projeto que realmente faça sentido para aquela pessoa e corresponda às suas expectativas.

2. Contar com um bom portfólio

Em um bom discurso de vendas é importante incluir um pouquinho da sua experiência. O cliente precisa saber quem é você, de onde você vem e quais são as suas habilidades. Nesse quesito, um bom portfólio funciona como um cartão de visitas: ele vai apresentar você e o seu trabalho para os clientes em potencial.

Esse portfólio deve ser completo, mostrar exemplos de trabalhos antigos e um pouco do seu currículo, mas também deve ser bem desenhado, com um design atrativo e envolvente, principalmente com trabalhos no mesmo perfil do cliente.

3. Pensar no design da apresentação

O design também é importante na hora de apresentar o projeto. Principalmente quando se trabalha com um produto que também é baseado na beleza, o cliente precisa ter meios de visualizar como aquele projeto ficará quando pronto.

Para isso, é interessante investir em tecnologia e softwares de desenho 3D. O fator “uau” é muito relevante no discurso de vendas de um trabalho arquitetônico!

4. Estudar os seus clientes previamente

No começo deste texto mostramos a venda consultiva e a importância de oferecer um produto personalizado. Para isso, o arquiteto deve não apenas ouvir o cliente, mas também estudá-lo previamente. Quando você chega em uma reunião e mostra que já conhece o seu cliente, você está mostrando que se importa com ele. Isso, definitivamente, ajuda a fechar a venda.

O discurso de vendas é algo que aprendemos no dia a dia, mas dicas como essas nos ajudam a desenvolver algumas técnicas mais apuradas. Em todos esses passos, a empatia é uma característica muito importante, pois vai lhe ajudar a desenvolver e oferecer a melhor solução.

Coloque em prática as dicas que apresentamos aqui e compartilhe o texto nas redes sociais. Não deixe de contar como foi a sua experiência!

Sobre este autor

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *